“ANTIMATÉRIA” foi o nome dado pelo físico Paul Dirac (Inglaterra, 1902-1984) ao conceito de inversão da matéria. Baseando-se na teoria da relatividade de Albert Einstein, Dirac concluiu que todas as partículas com carga elétrica positiva possuem um “irmão-gêmeo-do-contra” negativo, e vice-versa. Essas partículas “do contra” formam a antimatéria que, na teoria, foram responsáveis pela liberação da energia necessária para o Big-Bang, que deu origem ao universo.

Nossa “Antimatéria” também expressa essa relação conjunta entre matérias opostas. A ficção científica existe e ela não está só dentro da nossa imaginação. Ela está impressa em livros, seus personagens ganham vida em estúdios cinematográficos do mundo inteiro e também é refletida em outros desdobramentos culturais. Essa parte tátil, visual, sonora e física da ficção científica gera assuntos dos mais variados. Esses assuntos estão reunidos aqui, na Antimatéria; que existe para colocar a complexidade e grandeza desse universo à sua disposição.